Transportes

Startup japonesa planeja levar turistas ao espaço até 2023

PD AeroSpace está desenvolvendo uma espaçonave reutilizável, em forma de avião, para levar turistas ao espaço até 2023. A startup japonesa planeja oferecer voos espaciais até 110 km de altitude. Em resumo, a aeronave terá capacidade para transportar seis passageiros a um preço de US$ 153.000 por pessoa.

Turistas no espaço

startup está trabalhando em uma fábrica na cidade de Hekinan, na província de Aichi. Em primeiro lugar, o objetivo é criar uma versão reduzida e não tripulada do avião. Assim que o trabalho estiver concluído, será conduzido um voo de teste que levará a aeronave a uma altitude de 100 km (Linha de Kármán).

turistas 01
Shuji Ogawa, presidente da startup, ao lado do modelo de teste (Crédito: The Japan Times)

Em segundo lugar, a PD AeroSpace planeja conduzir voos espaciais usando uma versão em grande escala dessa embarcação. Em resumo, o novo modelo será conduzido por dois pilotos e terá capacidade para seis passageiros. O custo da passagem é estimado em ¥ 17 milhões (aproximadamente US$ 153.000 por pessoa).

Experiência única de voo

Após decolar, o avião voará até 15 km de altitude. Quando atingir esse patamar, o motor do foguete se acenderá e continuará disparando até que aeronave alcance 50 km de altitude. Quando o avião atingir 110 km, o motor do foguete será desativado, e os passageiros experimentarão 5 minutos de “gravidade zero”.

turistas 02
Em síntese, o custo da passagem é estimado em S$153.000 por pessoa (Crédito: PD Aerospace)

Leia também:

  • Turismo espacial poderá ser uma realidade ainda neste ano (aqui)
  • Empresa projeta cápsula espacial para levar turistas até a estratosfera (aqui)
  • Empresa planeja enviar turistas à Estação Espacial Internacional em 2020 (aqui)

Os próximos passos

De acordo com o cronograma da PD AeroSpace, o primeiro voo de teste tripulado deverá ocorrer em agosto de 2021. Já o primeiro voo comercial, com passageiros pagantes, está programado para junho de 2023. Contudo, a startup depende antes de uma certificação específica para voos orbitais.

A PD AeroSpace está bastante determinada a alcançar seus objetivos. A longo prazo, pretende se estabelecer como um importante participante na nova indústria espacial. Enfim, os planos ambiciosos da startup envolvem turismo lunar, mineração de asteroides e até hotéis de luxo em baixa órbita terrestre.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER SEMANAL

Redação

Futuro Exponencial é um site que se dedica a cobrir os mais recentes avanços tecnológicos e seus potenciais impactos para o futuro da humanidade

ARTIGOS RELACIONADOS

Comentários no Facebook