táxis
Transportes

Táxis voadores autônomos serão testados em Dubai ainda neste ano

Os modelos foram projetados e construídos pela empresa alemã E-volo

A empresa alemã E-volo assinou um acordo com o Governo de Dubai para começar a experimentar táxis voadores autônomos na cidade. Os testes devem iniciar no quarto trimestre de 2017 e serão executados durante cinco anos, com a colaboração com Autoridade de Estradas e Transportes (RTA).

Com sede em Karlsruhe, a E-volo está determinada a reinventar a mobilidade em áreas urbanas. Em 2011, a empresa conduziu o primeiro voo tripulado de um multicóptero elétrico. Desde então, vem trabalhando em aeronaves verticais de decolagem e aterragem (VTOL), veículos capazes de decolar sem precisar de uma pista.

Táxis voadores autônomos

No início deste ano, a empresa introduziu seu mais novo modelo, o Volocopter 2x. A aeronave tem capacidade para dois passageiros e pode alcançar uma velocidade máxima de 100km/h por cerca de 17 minutos. O modelo ainda é alimentado por 9 baterias e pode ser recarregado em apenas 40 minutos.

táxis modelo 01

O Volocopter 2X pode alcançar uma velocidade máxima de 100km/h (Crédito: E-volo)

Com a preocupação de cooperar com as autoridades de aviação e aos padrões de infra-estrutura, a E-volo projetou o Volocopter 2X para executar voos silenciosos, seguros e sem emissões de poluentes. A aeronave agora experimentará novos testes em Dubai sob condições climáticas extremas:

Vemos Dubai como pioneira para um enorme mercado em evolução. O teste começará no quarto trimestre de 2017, e o projeto está programado para funcionar por cinco anos. – Alexander Zosel (CEO da E-volo)

táxis modelo 2

O modelo é silencioso, seguro e não emite poluentes (Crédito: E-volo)

Durante o período de testes, os multicópteros elétricos da E-volo irão transportar pessoas apenas em rotas predeterminadas. Com a iniciativa, o Governo de Dubai pretende que, até 2030, os táxis aéreos sejam responsáveis por 25% das viagens com passageiros.

Embora o Volocopter 2X apresente rigorosos padrões de segurança e esteja equipado com sensores que permitem o voo autônomo, a aeronave será controlada por um piloto durante o período de testes, tanto por excesso de cautela quanto por questões regulamentares do Governo de Dubai.

táxis modelo 3

A aeronave é alimentada por 9 baterias e pode ser recarregada em 40 minutos (Crédito: E-Volo)

Com a recente aprovação do Governo de Dubai, a E-volo tem em mãos uma grande oportunidade de desenvolver um ecossistema de transportes aéreos autônomos. Se tudo correr bem, a empresa poderá em breve conseguir aprovação internacional para que o Volocopter 2X seja também utilizado na Europa e nas Américas.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER SEMANAL

Futuro Exponencial é um site dedicado a cobrir os mais recentes avanços tecnológicos e seus potenciais impactos para o futuro da humanidade. Contate-nos: contato@futuroexponencial.com

Comentários no Facebook