Ciência

Super-humanos telepáticos poderão ser uma realidade até 2038

Uma nova geração de super-humanos telepáticos – capazes de se comunicar usando apenas seus pensamentos – poderá ser uma realidade em apenas duas décadas. Em suma, a afirmação é do neurocirurgião Dr. Eric C. Leuthardt, segundo o qual os implantes cerebrais serão tão comuns no futuro quanto as tatuagens são no presente.

O especialista está convencido de que os humanos poderão implantar chips em seus cérebros até 2038. Os novos dispositivos não apenas permitiriam a intercomunicação por meio de ondas cerebrais. Aliás, também nos proveriam com uma das habilidades mais desejadas pelos amantes de ficção científica: ler mentes.

Em síntese, o neurocirurgião Eric C. Leuthardt, da Universidade de Washington (Crédito: Siteman Cancer Center)

Super-humanos telepáticos

Em resumo, Leuthardt relata que adquiriu uma visão única sobre o cérebro humano, após operar pacientes com epilepsia. Durante os procedimentos, o profissional se deu conta de quão limitado é nosso cérebro, mas ao mesmo tempo percebeu o imenso potencial que a tecnologia tem de superar todas essas limitações.

Mais do que neurocirurgião, Leuthardt é autor do thriller RedDevil 4. Publico em 2014, o livro retrata um mundo no qual 90% dos seres humanos têm hardwares implantados em seus cérebros – os quais possibilitam uma conexão perfeita entre pessoas e computadores, além de experiências sensoriais sem sair de casa.

telepáticos 02
Só para ilustrar: para o especialista, a tecnologia será capaz de superar as limitações do cérebro (Crédito: Shutterstock)

Super-humanos telepáticos, da ficção à realidade

O neurocirurgião acredita que estamos prestes a vivenciar uma verdadeira “integração neural fluida”. Para ele, em apenas duas décadas, a tecnologia será capaz de superar as limitações inerentes ao cérebro, permitindo que humanos se comuniquem por meio de pensamentos.

Não é inconcebível pensar que em um período de 20 anos tudo em um telefone celular poderia ser colocado em um grão de arroz. Isso poderia ser colocado em sua cabeça de uma maneira minimamente invasiva, e seria capaz de realizar os cálculos necessários para se tornar uma interface cérebro-computador realmente eficaz. (…) É só uma questão de ‘quando’. – Dr. Eric Leuthardt

É claro que muitos desafios precisam ser superados antes de ser desenvolvida a verdadeira telepatia. Aliás, parte do problema tem natureza financeira: é necessário que alguém financie a pesquisa. Já a outra dificuldade reside no campo da ignorância. Leuthardt confessa que não sabe qual o primeiro passo a ser dado.

Nós realmente não sabemos como fazer isso neste momento. Mas também é óbvio para mim que isso vai acontecer. – Dr. Eric Leuthardt

Apesar dos obstáculos, o neurocirurgião está convencido que desenvolverá um implante que as pessoas possam adquirir a um preço acessível. Enfim, para ele, quando este dia chegar, não apenas nossas vidas serão transformadas de maneira sem precedentes, como alteraremos a “direção evolutiva da raça humana”.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER SEMANAL

Redação

Futuro Exponencial é um site que se dedica a cobrir os mais recentes avanços tecnológicos e seus potenciais impactos para o futuro da humanidade

ARTIGOS RELACIONADOS

Comentários no Facebook