Ciência

SpaceX começará a transportar humanos ao espaço em 2019

Por incrível que pareça, os Estados Unidos são dependentes da Rússia quando o assunto é pesquisa espacial. Hoje, a única maneira de transportar astronautas à Estação Espacial Internacional é por meio da nave russa Soyuz. Mas a NASA parece estar decidida a terminar, de vez, com essa relação de dependência.

Apostando as fichas na SpaceX

Em 2014, os Estados Unidos concordaram em pagar à SpaceX, a empresa aeroespacial de Elon Musk, nada menos que US$ 2,6 bilhões. O objetivo? Custear uma espaçonave que pudesse levar os astronautas estadunidenses em órbita. Embora tenha apresentado avanços, a empresa de Musk atrasou as datas de lançamento.

Leia também:

  • SpaceX acaba de lançar o foguete mais poderoso do mundo (aqui)
  • SpaceX está a um passo de conectar todas as pessoas do mundo à Internet (aqui)
transportar 01
A NASA está apostando as fichas na empresa de Elon Musk (Crédito: SpaceX)

Mesmo com todos os atrasos, a NASA anunciou nesta semana que a Crew Dragon da SpaceX – a espaçonave projetada para transportar astronautas – estará pronta para teste com humanos em novembro deste ano. De acordo com a agência espacial, o primeiro teste tripulado deverá ocorrer em abril de 2019.

Em primeiro lugar, serão realizados testes com a tripulação. Em segundo lugar, a embarcação passará pelo processo de certificação da NASA. Se tudo correr bem, a espaçonave pode então atingir seu objetivo principal: transportar os astronautas norte-americanos à Estação Espacial Internacional.

SpaceX será capaz de transportar astronautas ao espaço?

Como o programa de ônus espacial estadunidense foi aposentado em 2011, os astronautas estadunidenses atualmente só conseguem chegar à Estação Espacial Internacional com auxílio da nave russa Soyuz. Mas o contrato com o programa espacial russo está agendado para encerrar em novembro de 2019.

A menos que a SpaceX consiga terminar a Crew Dragon dentro do cronograma prometido, a NASA não conseguirá levar astronautas à Estação Espacial Internacional a partir de novembro de 2019. Em suma, para não renovar o contrato com a Rússia, a NASA está apostando suas fichas na empresa de Musk.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER SEMANAL

Redação

Futuro Exponencial é um site que se dedica a cobrir os mais recentes avanços tecnológicos e seus potenciais impactos para o futuro da humanidade

ARTIGOS RELACIONADOS

Comentários no Facebook