Cultura

SpaceX está a um passo de conectar todas as pessoas do mundo à Internet

Elon Musk segue surpreendendo a todos com sua visão revolucionária. Depois de ter lançado o foguete Falcon Heavy e colocado seu Tesla Roadster de estimação no espaço, o CEO da SpaceX pretende agora cobrir a Terra com milhares de satélites para garantir que todos os cidadãos do mundo tenham acesso à Internet.

A empresa aerospacial norte-americana propõe implantar uma constelação em órbita terrestre baixa (entre 1.100 km e 1.325 km acima da superfície terrestre), composta por 4.425 satélites pequenos, e uma segunda constelação maior a uma altitude de 340 km, formada por 7.518 satélites.

O projeto, denominado Starlink, pretende fornecer banda larga de baixa latência a lugares rurais e remotos com pouco ou nenhum acesso à Internet, além de melhorar a velocidade e a cobertura em áreas já conectadas. Uma vez lançados, os satélites cobririam todo o planeta – uma espécie de “bolha de Internet”.

SpaceX e o projeto Starlink

A iniciativa foi inicialmente divulgada em janeiro de 2015, durante um evento privado. Na ocasião, Elon Musk afirmou que o escritório da SpaceX em Seattle seria a sede de uma iniciativa espacial espacial de próxima geração, com o objetivo de transformar a forma como o serviço de Internet é entregue.

Em novembro de 2016, a SpaceX protocolou um pedido à Federal Communications Commission (FCC) para lançar 4.425 satélites ao espaço. Segundo a empresa aerospacial, o número, superior ao total de satélites que orbitam a Terra (1.419), seria suficiente para oferecer cobertura global em larga escala.

SpaceX 01
A SpaceX pretende conectar todas as pessoas do mundo à Internet (Crédito: Shutterstock)

Já em março de 2017, durante uma audiência no Senado americano sobre a infra-estrutura de banda larga no país, Patricia Cooper, vice-presidente do setor de satélites da SpaceX, afirmou que os planos consistiam em oferecer serviços de banda larga de alta velocidade, confiáveis ​​e acessíveis a todas as pessoas do mundo.

Nessa quarta-feira (14), o presidente da FCC, Ajit Pai, aprovou o ambicioso plano da SpaceX. Segundo Pai, a tecnologia proposta poderá ajudar a alcançar os norte-americanos que vivem em locais rurais nos quais os cabos de fibra ótica e torres de celular não conseguem chegar.

Conectando todas as pessoas do mundo

Com o aval do principal regulador de comunicação dos Estados Unidos para construir a rede de banda larga usando satélites, a empresa deverá lançar os primeiros protótipos neste sábado (17), a partir da Base da Força Aérea de Vandenberg, na Califórnia. Os satélites serão enviados ao espaço a bordo do Falcon 9.

SpaceX 02
Os satélites serão enviados ao espaço a bordo do foguete Falcon 9 (Crédito: SpaceX)

Mesmo com a aprovação da FCC, e presumindo que o primeiro lançamento seja bem-sucedido, a SpaceX deverá superar mais obstáculos. Para operar o serviço em escala mundial, a empresa aerospacial deverá receber também aprovação do International Telecommunication Union (ITU), em Genebra (Suíça).

Seja como for, não há como negar o potencial dos planos ambiciosos da SpaceX. No futuro, a iniciativa poderá garantir que todos os cidadãos do mundo desfrutem do direito humano básico de acessar à Internet (ONU), mesmo nas áreas rurais mais distantes e mesmo nos lugares mais ermos do planeta.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER SEMANAL

Redação

Futuro Exponencial é um site que se dedica a cobrir os mais recentes avanços tecnológicos e seus potenciais impactos para o futuro da humanidade

ARTIGOS RELACIONADOS

Comentários no Facebook