Tecnologia

Robôs jamais irão se rebelar contra os humanos, afirma especialista

O especialista em inteligência artificial Dr. Nigel Shadbolt recentemente afirmou que os robôs jamais irão se rebelar contra os humanos. Para ele, o medo de que as máquinas se tornem sencientes e ameacem a humanidade não tem  fundamento. O especialista está convencido que os robôs se tornarão nossos “companheiros de vida”.

De acordo com Nigel, que também é professor de computação na Universidade de Oxford, estamos iniciando uma era na qual crianças crescerão com amigos robôs e os idosos serão cuidados por robôs. Conforme ele, o único cenário em que a inteligência artificial ameaça a humanidade é nas telas do cinema:

A inteligência artificial ameaça a humanidade? Certamente tudo o que você vê em Hollywood retrata dessa maneira. Eles geralmente são malucos, maus e perigosos de se conhecer. Essencialmente, você não quer chegar muito perto deles. – Dr. Nigel Shadbolt

Estabelecendo empatia com os robôs

Conforme o professor, aos poucos começaremos a estabelecer empatia com os robôs. Em síntese, tudo começa com os assistentes virtuais. Segundo ele, não demorará muito para que esses dispositivos como Alexa e Google Home sejam companheiros que crescem com nossos filhos e que cuidem de nós quando mais velhos.

rebelar 01
Para Nigel, dispositivos robóticos serão nossos “companheiros de vida” (Crédito: Amazon/Google)

Projetamos emoções e intenções nesses sistemas. Não importa que não haja ninguém dentro dos circuitos, apenas uma boa resposta de um chatbot. Não importa. Vamos nos tornar extraordinariamente ligados a eles. – Dr. Nigel Shadbolt

Enterrando cães robôs

Conforme Nigel, esse tipo de comportamento já está ocorrendo. Em maio de 2018, por exemplo, monges budistas realizaram uma cerimônia para “enterrar” 114 cães robôs “falecidos”. Para os monges, os “animais” da Sony eram membros amados da família e, portanto, mereciam um “enterro” digno.

rebelar 02
Monges budistas “enterraram” 114 cães robôs (Crédito: The Guardian)

Por falar em Japão, aliás, um grupo de pesquisadores recentemente descobriu evidências neurofisiológicas de que os humanos sentem empatia por robôs que parecem sofrer. Exames cerebrais apontaram que temos uma reação empática visceral automática tanto com humanos quanto com objetos que parecem humanos.

Leia também:

  • Seria o amor a chave para a Inteligência Artificial do bem? (aqui)
  • É antiético projetar robôs que pareçam humanos? (aqui)

Robôs jamais irão se rebelar contra os humanos

De acordo com Nigel, as máquinas jamais irão se acordar e se rebelar contra os humanos – ao contrário do que muitas pessoas pensam. Conforme ele, a cada dia projetaremos mais sentimentos pelos robôs e por sistemas alimentados por inteligência artificial. Enfim, nos tornaremos cada vez mais maravilhados por eles.

As pessoas começam a se preocupar – as máquinas vão acordar, elas vão se tornar super capazes? (…) Não, elas não irão. – Dr. Nigel Shadbolt

ASSINE NOSSA NEWSLETTER SEMANAL

Redação

Futuro Exponencial é um site que se dedica a cobrir os mais recentes avanços tecnológicos e seus potenciais impactos para o futuro da humanidade

ARTIGOS RELACIONADOS

Comentários no Facebook