Tecnologia

Este robô humanoide pode acertar arremessos com quase 100% de precisão

Uma equipe de funcionários da Toyota construiu um robô capaz de acertar arremessos com uma precisão incrível. Equipado com inteligência artificial, o humanoide treinou mais de 200.000 lances livres com bolas de basquete – a uma distância de 12 metros do aro – e obteve quase 100% de aproveitamento.

Chamada CUE, a máquina foi desenvolvida por 17 funcionários da multinacional japonesa, que aproveitaram suas horas vagas para construir um “especialista em arremessos”. Como nenhum integrante tinha conhecimentos sobre inteligência artificial ou robótica, o jeito foi aprender em tutoriais na Internet.

Foi iniciado a partir do zero. – Um dos desenvolvedores do robô

Segundo os desenvolvedores, o robô humanoide foi inspirado no mangá Slam Dunk, que conta a história de um time de basquete da escola Shōhoku. Escrita e ilustrada por Takehiko Inoue, a série vendeu mais de 121 milhões de cópias no Japão, tornando-se um dos mangás mais conhecidos de todos os tempos.

arremessos 01
O robô foi inspirado em Sakuragi Hanamichi, protagonista de Slam Dunk (Crédito: Takehiko Inoue)

Acertando arremessos com quase 100% de precisão

Embora não tenham sido esclarecidos detalhes sobre a técnica, é possível supor que o robô é equipado com tecnologia de reconhecimento de imagem (para identificar a posição exata da cesta) e algum software capaz de realizar cálculos balísticos (para estimar a trajetória ideal da bola).

Mesmo com movimentos repetitivos e poucos sofisticados, CUE mostrou ter habilidades suficientes para vencer oponentes humanos. No vídeo a seguir, você confere o robô desafiando jogadores profissionais do time Alvark Tokyo, que atualmente disputa a liga japonesa de basquete (B League):

É claro que CUE não é o jogador de basquete perfeito. Como se observa no vídeo, o robô tem movimentos bastante limitados, não sendo capaz de passar a bola para outros jogadores ou mesmo marcar os oponentes. Por enquanto, não podemos imaginá-lo ocupando posições importantes, como a de armador e ala-armador.

arremessos 02
CUE mostrou ter habilidades suficientes para vencer oponentes humanos (Reprodução/Youtube)

Ainda assim, é impressionante notar a firmeza com que o robô segura as bolas de basquete, bem como a precisão dos arremessos. Mesmo com talento nato e muito treinamento, mesmo os maiores astros da NBA irão errar alguns lances livres quando tenham de repeti-los muitas vezes. O mesmo não se aplica ao robô CUE.

Talvez a lição de Garry Kasparov – o famoso enxadrista russo que ficou conhecido mundialmente por ter sido derrotado pelo supercomputador da IBM, Deep Blue, em 1997 – seja apropriada para refletirmos sobre as futuras aplicações da robótica, especialmente no campo desportivo:

Para ganhar o jogo, [uma máquina] apenas tem que cometer menos erros do que humanos. O que não é tão difícil, pois os seres humanos são humanos e vulneráveis, e não temos a mesma mão firme que o computador. – Garry Kasparov

ASSINE NOSSA NEWSLETTER SEMANAL

Redação

Futuro Exponencial é um site que se dedica a cobrir os mais recentes avanços tecnológicos e seus potenciais impactos para o futuro da humanidade

ARTIGOS RELACIONADOS

Comentários no Facebook

Leia também

Fechar