doar
Cultura

E se você pudesse ajudar a revolucionar o hábito de doar sangue no Brasil?

Ajude o Bloodify a impactar positivamente milhões de pessoas e salvar muitas vidas!

Um grupo de universitários gaúchos lançou uma plataforma com um propósito bastante ambicioso: revolucionar o hábito de doar sangue no Brasil. Chamada Bloodify, a iniciativa oferece benefícios e experiências transformadoras para os doadores de sangue e almeja impactar nada menos que 40 milhões de pessoas.

Fundada pelos jovens Ana Júlia Stumpf, Augusto Hommerding Massena, David Vaz, Giulia Sandri Groeh e Pietro Lanzoni, o Bloodify, por meio de marcas parceiras, oferece cupons de desconto para doadores de sangue. Basta o doador exigir seu comprovante de doação e realizar o cadastro no site.

doar 01

O Bloodify foi idealizado por um grupo de universitários gaúchos (Crédito: Bloodify)

O problema da doação de sangue no Brasil

A doação de sangue é um assunto tabu no Brasil. Embora sejam divulgadas campanhas de conscientização da importância do ato, a maioria dos brasileiros parece apresentar resistência quando se trata de doar sangue. Vai doer? Vou ficar sem sangue? Corro o risco de pegar alguma doença?

Estas são algumas das perguntas que se passam no imaginário popular. Mas existem também outros fatores que levam os brasileiros a não doar sangue: o mero desinteresse, a falta de tempo na rotina diária, o procedimento rigoroso para ser classificado como doador e até mesmo o medo de agulhas.

Todos estes aspectos ficam claros quando analisamos os números: apenas 1,8% dos brasileiros (pouco mais de 3,5 milhões) doa sangue regularmente. Ainda que pareça um número significativo, a realidade demonstra que o número de doadores vem caindo nos últimos anos, enquanto a procura por sangue aumenta.

doar 02

Apenas 1,8% dos brasileiros doa sangue regularmente (Crédito: Shutterstock)

Para a Organização Mundial de Saúde (OMS), agência vinculada à Organização das Nações Unidas (ONU), a taxa considerada ideal para qualquer país manter estoques de bolsas de sangue adequados é, no mínimo, 3%. O Brasil está muito abaixo (1,8%) dos patamares recomendados, o que é preocupante.

Uma possível solução

Para enfrentar a realidade brasileira, um grupo de estudantes do curso de Gestão para Inovação e Liderança da Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS), em São Leopoldo (RS), decidiu fundar o Bloodify com o objetivo de tornar a doação de sangue um hábito entre brasileiros.

É muito fácil se engajar no projeto: o primeiro passo é comparecer a um hemocentro para doar sangue. Depois, é só acessar o site da Bloodify, criar um rápido cadastro e enviar a foto do comprovante de doação. O documento irá gerar um cupom de desconto, que poderá ser usado nas marcas parceiras do projeto.

doar 03

É muito fácil se engajar no projeto (Crédito: Bloodify)

O cupom vale por seis meses. Após o período, o acesso ao desconto é cancelado. Para receber novamente, o usuário deverá fazer uma nova doação (estimulando, assim, o hábito) e enviar o comprovante para o site. Por fatores biológicos, homens podem doar a cada 90 dias, enquanto mulheres, a cada 120 dias.

Ajude a revolucionar o hábito de doar sangue no Brasil

Os idealizados do Bloodify desejam impactar positivamente milhões de pessoas e salvar muitas vidas! Quer ajudar a revolucionar o hábito de doar sangue no Brasil? A equipe do Bloodify está com uma campanha no site de financiamento coletivo Catarse, com o objetivo de alavancar o projeto.

doar 04

O propósito do Bloodify é revolucionar o hábito de doar sangue no Brasil (Crédito: Bloodify)

Quer ajudar este time a salvar muitas vidas? Clique aqui!

ASSINE NOSSA NEWSLETTER SEMANAL

Futuro Exponencial é um site dedicado a cobrir os mais recentes avanços tecnológicos e seus potenciais impactos para o futuro da humanidade. Contate-nos: contato@futuroexponencial.com

Comentários no Facebook