Virtualidade

Realidade virtual pode agora ajudar a superar o medo de altura

Especialistas estão apostando na realidade virtual (VR) como uma nova maneira de ajudar a superar o medo de altura. Um novo estudo conduzido por pesquisadores europeus sugere que terapias psicológicas imersivas guiadas por coaches virtuais são capazes de reduzir ou mesmo eliminar fobias.

O estudo contou com a participação de 100 voluntários. Todos tinham medo de altura clinicamente diagnosticado, mas não estavam recebendo tratamento. Os pesquisadores dividiram os voluntários em dois grupos. No primeiro, 51 serviram como controle (sem tratamento). No segundo, 49 fizeram tratamento com VR.

Superando o medo de altura

Durante duas semanas, os voluntários usaram um headset para conversar com um coach virtual. Cada voluntário participou de seis sessões, com 30 minutos de duração cada. Em primeiro lugar, o coach perguntou aos participantes sobre o medo de altura e compartilhou alguns fatos sobre a fobia.

Em seguida, o coach conduziu os voluntários a uma série de cenários virtuais, para ajudá-los a lidar com o medo. As atividades variavam desde lançar bolas em cima de saliências até resgatar gatos em árvores. No final de cada sessão, o coach virtual perguntou aos voluntários como se sentiram.

medo de altura 01
O coach conduziu os voluntários a uma série de cenários virtuais (Crédito: Shutterstock)

As impressões dos participantes foram registradas em questionários coletados em três momentos distintos. Assim, os participantes relataram a gravidade do medo de altura no início do estudo, duas semanas depois (quando foi encerrado o do tratamento de VR) e, novamente, após mais duas semanas.

Dos 49 voluntários do grupo de tratamento, 34 relataram que o medo de altura diminuiu desde o início do estudo. Já os 51 participantes do grupo de controle avaliaram suas fobias em níveis idênticos aos anteriores. Aliás, os resultados do estudo foram publicados nesta semana na revista The Lancet Psychiatry.

Comparado com os participantes do grupo de controle, o tratamento com VR reduziu o medo de altura no final do tratamento. [Resultados do estudo]

Realidade virtual e Medicina

Enfim, mais do que uma forma de entretenimento, a VR está sendo usada na área da saúde para novas finalidades. A OnComfort, por exemplo, está buscando melhorar o atendimento clínico por meio da virtualidade, oferecendo aos pacientes ferramentas de autogestão de estresse, ansiedade e dor.

Estudos apontam que a distração da VR é capaz de aliviar significativamente as dores de pacientes durante as mudanças de curativos, além de reduzir o tempo para trocar as ataduras. Dessa forma, experiências imersivas em VR têm potencial até mesmo para substituir medicações ou terapias tradicionais.

Agora, o estudo publicado sugere que terapias psicológicas guiadas automaticamente por coaches virtuais podem reduzir ou mesmo eliminar fobias. É, no mínimo, fascinante o potencial dessa tecnologia, não é mesmo?

ASSINE NOSSA NEWSLETTER SEMANAL

Redação

Futuro Exponencial é um site que se dedica a cobrir os mais recentes avanços tecnológicos e seus potenciais impactos para o futuro da humanidade

ARTIGOS RELACIONADOS

Comentários no Facebook