Tecnologia

China revela primeiro depósito automatizado de mercadorias do mundo

A gigante do comércio eletrônico JD.com construiu o primeiro depósito automatizado de mercadorias do mundo. Localizada em Xangai, na China, a instalação de 40.000 m² é operada por 20 robôs industriais, que podem coletar itens, embalar pacotes e transportar mercadorias até docas e caminhões.

Em resumo, o centro logístico do depósito é composto por quatro sistemas operacionais. Em síntese, são eles: recebimento, armazenamento, separação e embalagem. De acordo com a empresa chinesa, a instalação pode armazenar 60.000 caixas de um único produto a qualquer momento.

Trabalho em equipe

Há uma gama de robôs realizando diferentes funções ao longo do processo. Enquanto alguns coletam, transferem e embalam os pacotes, outros percorrem o chão do depósito, transportando os itens para carregamento em docas e caminhões. Sim, no armazém automatizado, os robôs trabalham em equipe.

Só para ilustrar: os robôs são capazes de lidar com pedidos de acordo com as instruções do sistema. Além disso, podem calcular automaticamente como evitar colisões e otimizar rotas. O resultado de todos os esforços é nada menos que trabalho robótico rápido, inteligente, autônomo e eficiente.

depósito automatizado 01
O armazém poderá movimentar até 200.000 itens por dia (Crédito: JD.com)

Depósito automatizado

Para automatizar a instalação, a JD.com contou com a expertise da Mujin. Conforme Rosen Diankov, cofundador da startup, a automação não pode ser vista como uma ameaça ao emprego. O CTO cita como exemplo a Toyota, que adotou a automação e hoje é a maior empresa automobilística do mundo:

A introdução de robôs cria mais empregos e a história mostra que esse é o caso. – Rosen Diankov (CTO da Mujin)

depósito automatizado 02
A instalação de 40.000 m² é operada por 20 robôs industriais (Crédito: JD.com)

Normalmente, uma estrutura com 40.000 m² pode empregar de 400 a 500 trabalhadores humanos. Mas, devido ao sistema automatizado da JD.com, o número foi reduzido para cinco. E o detalhe é que os funcionários sequer trabalham no depósito. Eles estão ali apenas para consertar os robôs.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER SEMANAL

Redação

Futuro Exponencial é um site que se dedica a cobrir os mais recentes avanços tecnológicos e seus potenciais impactos para o futuro da humanidade

ARTIGOS RELACIONADOS

Comentários no Facebook