organização
Cultura

Organização russa planeja tornar humanos imortais até 2045

A 2045 Initiative foi fundada pelo bilionário Dmitry Itskov

2045 Initiative é uma organização sem fins lucrativos que almeja tornar os seres humanos imortais. O movimento, fundado pelo bilionário russo Dmitry Itskov em 2011, conta com a participação de especialistas russos no campo das interfaces neurais, robótica e sistemas artificiais.

Os objetivos da organização

Dentre os objetivos da iniciativa estão a criação e realização de uma nova estratégia para o desenvolvimento da humanidade que atenda aos desafios globais da civilização e o desenvolvimento de condições ideais que promovam a iluminação espiritual dos seres humanos.

Além disso, a 2045 Initiative pretende concretizar uma nova realidade futurista baseada em 5 princípios, quais sejam, alta espiritualidade, alta cultura, alta ética, alta ciência e altas tecnologias.

organização 01

A 2045 Initiative foi fundada pelo bilionário russo Dmitry Itskov (Crédito: Alchetron)

Mas o principal mega-projeto do movimento, como informado em seu site oficial, é criar tecnologias que permitam transferir a personalidade de um indivíduo para um transportador não biológico mais avançado e ampliar a vida, inclusive até o ponto de imortalidade.

Imortais ou amortais?

Ao longo do tempo, nosso corpo se deteriora. Nossas células e órgãos deixam de cumprir funções cruciais para o corpo. Perdemos o colágeno da pele e a cartilagem dos ossos. Ficamos grisalhos, enrugados e, sobretudo, velhos. No final de tudo vem uma “pane” geral. Com isso, morremos.

Por todas essas razões, o ser humano sempre buscou evitar a morte. A ideia de imortalidade foi enraizada na consciência criativa da humanidade desde os tempos mais remotos. Mas hoje, por conta dos avanços científicos, alguns estudiosos estão se convencendo de que é possível alcançar a imortalidade.

Um número cada vez maior de cientistas está se convencendo de que a morte pode ser interrompida ou, pelo menos, retardada. Esses pesquisadores estão convencidos de que o envelhecimento é um problema técnico. E, como todo e qualquer problema técnico, pode ser resolvido com uma solução técnica.

organização 02

Alguns cientistas acreditam que a morte pode ser interrompida ou, pelo menos, retardada (Crédito: Shutterstock)

O inventor Ray Kurzweil é um dos acreditam que, a partir de 2045, poderemos enganar a morte uma década por vez. No futuro, seríamos capazes de ir até uma clínica e receber tratamento para curar doenças, regenerar tecidos e aumentar a eficácia de nossos sentidos.

Na verdade, esta técnica não tornaria os humanos imortais, mas amortais. Anda poderíamos morrer em uma explosão ou acidente de trânsito. Contudo, não teríamos mais “data de validade”.

Chamar alguém de amortal significa dizer que a vida dessa pessoa durará para sempre (do ponto de vista estritamente biológico), mas que poderia cessar caso fosse vítima de um traumatismo fatal. A imortalidade, por outro lado, abrangeria a vida eterna (física e espiritualmente falando).

Enquanto a solução de Kurzweil poderia nos tornar amortais, a 2045 Initiative busca ir um pouco mais além e nos tornar imortais. Mas como exatamente o movimento acredita que alcançará a imortalidade?

Passo a passo para a imortalidade

A 2045 Initiative possui um roteiro para o desenvolvimento da imortalidade cibernética. Existem quatro etapas principais nas quais a organização está trabalhando para alcançar o seu objetivo. Cada fase reflete um passo ordenado no projeto e representa um nível adicional de imaterialidade.

organização 03

O roteiro para a imortalidade (Crédito: 2045 Initiative)

1º Passo – Avatar A

O primeiro passo é criar uma cópia robótica de um corpo humano, sem um cérebro real. O Avatar A seria capaz de interpretar comandos diretamente da mente (controle remoto), por meio da tecnologia de interface cérebro-computador (BCI, do inglês brain-computer interface).

Para Dmitry Itskov, a organização será capaz de alcançar o primeiro avatar até 2020.

2º Passo – Avatar B

O próximo passo do projeto é transplantar o cérebro para o corpo robótico, em vez de controlá-lo remotamente. O processo, que deverá ser atingido até 2025, consiste em “desligar” o cérebro, deslocalizá-lo (metempsicose) e depois transplantá-lo.

O Avatar B seria um sistema autônomo capaz de oferecer suporte vital para o cérebro e viabilizar a sua interação com o meio ambiente. Com a técnica, a organização acredita que o corpo robótico começaria a ter consciência própria, embora ainda limitada.

3º Passo – Avatar C

O terceiro passo é tornar o cérebro completamente não biológico. À medida que o cérebro se tornasse informatizado, e não mais fosse um órgão físico controlando a máquina (como no caso anterior), o Avatar C seria capaz de sobreviver o que um corpo humano não conseguiria.

Hipoteticamente, o procedimento exigiria soluções de hardware e software para permitir que a consciência fosse carregada em algum “recipiente” e, após, inserida em um corpo totalmente robótico. A organização acredita que este estágio deverá ser concluído até 2035.

4º Passo – Avatar D

O passo final é desenvolver um corpo holográfico. Um avatar-holograma. Não haverá sistema físico: basicamente viveríamos dentro de um computador e poderíamos interagir fisicamente com outros hologramas. A organização pouco fala sobre sobre este último estágio, mas estima que deverá ser alcançado até 2045.

Rumo à imortalidade?

A possibilidade da imortalidade irá provocar profundos efeitos sobre o indivíduo e a sociedade como um todo. A juventude eterna traz consigo tanto aspectos positivos quanto negativos.

Dentre os aspectos positivos estaria o de fazermos mais com nossas vidas. As maiores mentes do mundo poderiam continuar desenvolvendo seus pensamentos e iniciativas, com o objetivo de promover melhorias a todos e tornar o mundo melhor.

Talvez o maior aspecto negativo da imortalidade esteja relacionado aos problemas psicológicos associados à idade extrema. Basta recordar do conflito interno pelo qual passou o robô Andrew Martin, interpretado por Robin Williams, no filme Bicentennial Man (1999).

Seja como for, a 2045 Initiative já começou a trabalhar no Avatar A, B e C e dezenas de investidores, pesquisadores e cientistas estão interessados nas possibilidades de tornar os humanos imortais no futuro.

Aguardemos para ver as cenas dos próximos capítulos. Afinal, 2045 está logo ali!

ASSINE NOSSA NEWSLETTER SEMANAL

Redação do Futuro Exponencial

Comentários no Facebook