Ciência

Nova missão lunar da NASA poderá custar US$ 30 bilhões

Em recente entrevista à CNN, o administrador da NASA, Jim Bridenstine, ofereceu sua primeira estimativa para levar os humanos novamente à Lua. A nova missão lunar da NASA poderá custar US$ 30 bilhões. A agência vem chamando a iniciativa de missão Artemis, com previsão para retornar à Lua até 2024.

A nova missão lunar da NASA

Em síntese, o projeto como um todo inclui o recrutamento de empresas comerciais e parceiros internacionais; a construção de uma estação espacial lunar; o desembarque de seres humanos no pólo sul da Lua até 2024; e, ainda, o enquadramento da iniciativa como um experimento maior para Marte.

Em maio de 2019, o presidente Donald Trump pediu ao Congresso para disponibilizar US$ 1,6 bilhão à NASA, com objetivo de financiar o programa Artemis no ano fiscal de 2020. Mesmo que o Congresso autorize o orçamento, para Bridenstine seria apenas um paliativo. Os valores envolvidos no programa serão infinitamente maiores.

É provável que você também goste:

SpinLaunch assina contrato de lançamento com o Departamento de Defesa

NASA planeja enviar robôs para explorar os poços lunares

Índia lançará sua segunda missão à Lua em 15 de julho

Aliás, nas palavras de Jim Bridenstine,

Para todo o programa, para obter uma presença sustentável na Lua, estamos avaliando entre US $ 20 e US $ 30 bilhões. – Jim Bridenstine (Administrador da NASA)

Só para ilustrar: Constellation, o último programa da NASA que jamais chegou a ser concretizado, tinha um custo estimado de US$ 104 bilhões. E isso no ano de 2005. Já o programa Apollo custou US$ 25 bilhões, em dólares dos anos 1960. No total, 11 missões foram realizadas e seis delas pousaram na Lua.

Enfim, gostou da matéria?

Então siga o Futuro Exponencial no Facebook e no Instagram. Além disso, não deixe de acompanhar todos os nossos conteúdos semanais sobre futurismo, tecnologia, inovação, ciência e muito mais.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER SEMANAL

Redação

Futuro Exponencial é um site que se dedica a cobrir os mais recentes avanços tecnológicos e seus potenciais impactos para o futuro da humanidade

ARTIGOS RELACIONADOS

Comentários no Facebook