Ciência

Maior telescópio do mundo começa a ser construído

O maior e mais sofisticado telescópio já projetado na história começou a ser construído sobre uma montanha no Deserto do Atacama, no norte do Chile. Em síntese, o dispositivo permitirá que os astrônomos observem objetos distantes do universo com uma precisão que nunca foi alcançada por nenhum outro instrumento óptico até hoje.

O maior telescópio do mundo

European Extremely Large Telescope (E-ELT) será capaz de reunir 13 vezes mais luz do que os maiores telescópios ópticos hoje existentes, corrigir as distorções na atmosfera e fornecer imagens 16 vezes mais nítidas do que aquelas obtidas pelo telescópio espacial Hubble.

telescópio side
O European Extremely Large Telescope (E-ELT)

Conforme o European Southern Observatory (ESO), responsável pelo projeto, o supertelescópio impulsionará o conhecimento astrofísico como nunca antes, permitindo estudos detalhados das primeiras galáxias do universo, planetas em torno de outras estrelas e até os mistérios envolvendo os buracos negros.

Local

O local escolhido para a construção foi uma montanha de 3 mil metros. Ela é chamada Cerro Armazones e fica a 1.200 quilômetros ao norte de Santiago. O deserto chileno é uma região privilegiada para a astronomia porque apresenta um céu noturno deslumbrante e límpido. Graças à baixíssima umidade do ar, o céu é quase sempre livre de nuvens.

telescópio deserto
Em resumo, no Cerro Armazones, quase todas as noites do ano são de céu claro

A presidente da República do Chile, Michelle Bachelet Jeria, esteve presente no início da cerimônia de construção e destacou a importância do telescópio para a ciência:

Com o início simbólico deste trabalho de construção, estamos construindo mais do que um telescópio aqui. É uma das maiores expressões de capacidades científicas e tecnológicas e do potencial extraordinário da cooperação internacional. – Michelle Bachelet Jeria

Espelhos

O espelho primário do supertelescópio terá 39 metros de diâmetro, uma medida sem precedentes. A título comparativo: o Very Large Telescope (VLT), considerado hoje o maior do mundo, tem espelhos de 8,2 metros.

telescópio mirror
Em síntese, o espelho primário do E-ELT terá 39 metros de diâmetro

Além disso, a cúpula do equipamento terá 86 metros de diâmetro e 76 metros de altura. Em resumo, esta será, sem sombra de dúvidas, a maior cúpula já feita para um telescópio.

Espectrógrafo

A Universidade de Oxford terá um papel fundamental no projeto. Uma equipe de cientistas está desenvolvendo o espectrógrafo (o equipamento que registra as imagens) do telescópio. Chamado Harmoni, o espectrógrafo poderá tirar 4.000 imagens simultaneamente, cada uma com tons de cores ligeiramente diferentes.

telescópio cloud
Só para ilustrar: o Harmoni poderá tirar 4.000 imagens simultaneamente

Em síntese, o equipamento permitirá aos pesquisadores coletar imagens aprofundadas sobre a formação e evolução dos vários objetos no universo. Para Niranjan Thatte, um dos pesquisadores envolvidos no projeto, toda a evolução gradual das galáxias pode ser observada com uma precisão incrível:

O ELT representa um grande salto em capacidade. E isso significa que vamos usá-lo para encontrar muitas coisas interessantes sobre o universo que não temos conhecimento hoje. – Niranjan Thatte

Um novo horizonte para a astronomia

O maior telescópio óptico do mundo terá um custo total de £ 1,2 bilhão, e deverá ser concluído em 2024. O novo equipamento dará aos astrônomos uma nova ferramenta para procurar novos planetas, novas formas de vidas e conhecer a galáxia como nunca antes o fizemos.

Em resumo, quem sabe, no futuro, o supertelescópio possa responder as perguntas para as quais jamais encontramos as respostas. Enfim, seria ótimo, não é mesmo?

ASSINE NOSSA NEWSLETTER SEMANAL

Redação

Futuro Exponencial é um site que se dedica a cobrir os mais recentes avanços tecnológicos e seus potenciais impactos para o futuro da humanidade

ARTIGOS RELACIONADOS

Comentários no Facebook