oceanos
Cultura

Jovem de 22 anos desenvolve tecnologia para limpar oceanos de todo o planeta

O fundador da The Ocean Cleanup, Boyan Slat, pretende iniciar a tarefa em 2018

A poluição produzida pelos humanos sempre foi uma ameaça ao meio ambiente e, particularmente, aos oceanos. Hoje, estima-se que 5,25 trilhões de pedaços de plástico estão contaminando as águas oceânicas, totalizando 269 mil toneladas de resíduos. E o problema tendo a se agravar cada vez mais, prejudicando os animais marinhos.

O maior exemplo, literalmente, é chamado Great Pacific Garbage Patch, no Oceano Pacífico Norte. Descoberto na década de 80, abrange a maior coleção de detritos marinhos do mundo. Muitos dos resíduos são plásticos quebrados – menores do que uma unha humana – que podem ser facilmente ingeridos por criaturas do mar.

oceanos lixo

Uma pequena amostra do Great Pacific Garbage Patch

Limpando os oceanos

Enquanto diversos países estão propondo alternativas para enfrentar o problema – sem até o momento tomar quaisquer medidas concretas –, uma organização holandesa resolveu dar um passo à frente e assumir para si a missão de combater a poluição oceânica nos próximos anos.

Fundada pelo jovem Boyan Slat, de apenas 22 anos, The Ocean Cleanup desenvolveu uma tecnologia para erradicar os plásticos que poluem os mares de todo o planeta. A organização pretende começar a limpar o Great Pacific Garbage Patch no início de 2018 usando seu sistema de limpeza recentemente redesenhado.

A ideia principal atrás do projeto é deixar as correntes oceânicas fazer todo o trabalho. Uma rede de telas em forma de “U” coleta o plástico flutuante para um ponto central. O plástico concentrado pode, então, ser extraído e enviado à costa marítima para fins de reciclagem.

A organização pretende utilizar os itens criados a partir do plástico reciclado para financiar o projeto, estimado em US$ 320 milhões. Graças ao novo design, que aumentou a eficiência do sistema, a limpeza de metade do Great Pacific Garbage Patch poderá ser concluída em apenas 5 anos.

oceanos limpeza

O projeto pretende limpar metade do Great Pacific Garbage Patch em 5 anos (Fonte: The Ocean Cleanup)

A limpeza do remendo de lixo no Oceano Pacífico é apenas o começo. Os esforços da The Ocean Cleanup são um passo importante para alcançar o objetivo, mas, dada a imensidão do planeta, toda ajuda é bem-vinda.

A expectativa agora é de que organizações de todo o mundo se inspirem na iniciativa holandesa para resolver, definitivamente, o problema dos resíduos oceânicos.

Estamos sempre procurando maneiras de tornar a limpeza mais rápida, melhor e mais barata. A limpeza dos oceanos está logo ali. – Boyan Slat

ASSINE NOSSA NEWSLETTER SEMANAL

Redação do Futuro Exponencial

Comentários no Facebook