Transportes

Conheça PrandtlPlane, o estranho avião de asas conectadas

Uma equipe de engenheiros italianos desenvolveu um avião futurista de aparência um tanto quanto estranha. A aeronave até se parece com um avião comercial, exceto pela parte das asas conectadas. Financiado pela União Europeia, PrandtlPlane busca atender às necessidades do transporte aéreo do futuro.

Um avião de asas conectadas

Em resumo, o nome do avião é uma homenagem ao engenheiro Ludwig Prandtl. Em 1924, o alemão sugeriu que conectar duas asas horizontais ofereceria maior eficiência para uma variedade de aeronaves. Mas não existia na época a tecnologia e recursos necessários para colocar a ideia à prova.

Eis que surge, então, o projeto PARSIFAL. A diferença é que agora os especialistas estão convencidos de que temos as tecnologias para concretizar a visão de Prandtl. Isso sem falar nas razões cada vez mais convincentes de que realmente precisamos fabricar aviões com asas conectadas.

Desafios da aviação

Inegavelmente, a aviação está enfrentando uma série de desafios. Em síntese, os obstáculos envolvem tanto aspectos econômicos quanto ambientais. Mas será possível enfrentar todos os problemas apenas remodelando as asas das aeronaves? Bem, os engenheiros do projeto PARSIFAL acreditam que sim.

Há o problema da poluição do ar e o problema do crescente tráfego de passageiros. Ambos exigem novas ideias para a aviação do futuro. Ideias que devem levar a novas configurações de aviões que consumam menos e transportem mais pessoas. – Aldo Frediani (Coordenador do projeto PARSIFAL)

Financiado pela União Europeia, PrandtlPlane tem uma configuração de asa de caixa. Duas das asas principais do avião se conectam em duas superfícies verticais, que ocupam o papel de asas complementares. A arquitetura reduz o arrasto da aeronave e aumenta a sustentação, tornando o voo mais eficiente.

O nome do avião é uma homenagem ao engenheiro Ludwig Prandtl (Crédito: Parsifal)

O futuro da aviação?

Em resumo, o design permite que o avião consuma menos combustível, ao mesmo tempo em que transporta 50% mais pessoas. Ou seja, uma única embarcação poderá resolver dois problemas: a poluição atmosférica causada pelo avião e a crescente número de pessoas que precisam voar.

O modelo é dimensionado geometricamente em relação à aeronave real. Isso nos permitirá verificar se sua qualidade de voo é suficientemente alta – Aldo Frediani

Os engenheiros do projeto PARSIFAL recentemente construíram e testaram um protótipo de menor porte. Tudo graças ao investimento de € 3 milhões da União Europeia. O modelo em grande escala deverá estar pronto para entrar em serviço até 2035. Enfim, será este mesmo o futuro da aviação?

ASSINE NOSSA NEWSLETTER SEMANAL

Redação

Futuro Exponencial é um site que se dedica a cobrir os mais recentes avanços tecnológicos e seus potenciais impactos para o futuro da humanidade

ARTIGOS RELACIONADOS

Comentários no Facebook