pessoas
Cultura

Essa deslumbrante fazenda vertical poderá alimentar mais de 5.000 pessoas por ano

A instalação está sendo construída em Linköping, na Suécia

Um recente relatório produzido pelo Population Reference Bureau (PRB) revelou que a população mundial atingirá 9,8 bilhões de pessoas em 2050. A projeção, que representa um aumento de 31% em relação aos 7,5 bilhões atuais, vem levantando preocupações sobre os riscos da superpopulação.

Hoje, 54% da população mundial vive em áreas urbanas. Esta proporção deverá aumentar para 66% nos próximos 33 anos. As projeções demostram que a urbanização, combinada com o crescimento geral da população mundial, pode agregar mais 2,5 bilhões de pessoas às áreas urbanas até 2050.

À medida que as populações crescem e as cidades se condensam, será mais desafiador produzir alimentos frescos de forma local. Neste cenário estimado de crescimento populacional, uma pergunta é recorrente entre os especialistas: como alimentaremos todas estas pessoas no futuro?

Alimentando 5.500 pessoas por ano

A empresa sueca Plantagon projetou uma fazenda vertical de 60 metros de altura para ajudar a enfrentar a crise mundial de alimentos. A instalação será capaz de produzir 500 toneladas de vegetais por ano, quantidade suficiente para alimentar em torno de 5.500 pessoas.

pessoas 01

A instalação será capaz de produzir 500 toneladas de vegetais por ano (Crédito: Plantagon)

Chamado The World Food Building, o arranha-céu será inteiramente automatizado e hidropônico. Isso significa que os vegetais crescerão sem solo em uma solução à base de água rica em nutrientes. Os alimentos orgânicos serão plantados em um ambiente fechado, limpo e com clima controlado.

pessoas 02

O arranha-céu será inteiramente automatizado e hidropônico (Crédito: Plantagon)

Com um investimento inicial no patamar de US$40 milhões, o complexo poderá economizar 1.000 toneladas métricas de emissões de dióxido de carbono e 50 milhões de litros de água em comparação com os sistemas tradicionais de produção industrial (agricultura industrializada).

pessoas 03

A construção do The World Food Building custará US$40 milhões (Crédito: Plantagon)

Cerca de dois terços do edifício serão dedicados a escritórios, enquanto o restante comportará a fazenda indoor. Algumas salas de reuniões terão uma ampla vista para fazenda. O complexo abrangerá ainda restaurantes e um mercado para o comércio de alimentos orgânicos.

pessoas 04

Algumas salas de reuniões terão uma ampla vista para fazenda (Crédito: Plantagon)

Torres de escritórios com fazendas indoor

Em síntese, o conceito proposto pela Plantagon combina torres de escritórios com grandes fazendas indoor. Mais do que produzir alimentos orgânicos em larga escala e alimentar milhares de pessoas por ano, o modelo tem potencial para ser uma referência na agricultura vertical urbana.

Este projeto demonstra como alimentar as cidades do futuro quando faltam terra, água e outros recursos. – Hans Hassle (CEO da Plantagon)

pessoas 05

A fazenda vertical será inteiramente automatizada (Crédito: Plantagon)

A Plantagon está construindo o arranha-céu na cidade de Linköping, na Suécia. O projeto começou em 2012 e deve ser concluído até 2020. A empresa espera que a instalação incentive outras cidades ao redor do mundo a construir fazendas verticais para cultivar alimentos mais próximo dos centros urbanos.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER SEMANAL

Futuro Exponencial é um site dedicado a cobrir os mais recentes avanços tecnológicos e seus potenciais impactos para o futuro da humanidade. Contate-nos: contato@futuroexponencial.com

Comentários no Facebook