Tecnologia

Este exoesqueleto poderá revolucionar o trabalho nas fábricas

A multinacional italiana Comau, com sede em Turim, desenvolveu um exoesqueleto robótico que aumenta a força e o desempenho dos trabalhadores. Chamado MATE, o dispositivo foi projetado em estreita colaboração com funcionários de fábricas e não exige energia elétrica para funcionar.

De acordo com a empresa, o exoesqueleto é totalmente capaz de reproduzir movimentos dinâmicos do ombro, ao mesmo tempo em que envolve o corpo como uma segunda pele. Em síntese, essa funcionalidade garante conforto ao trabalhador, aumentando a qualidade e eficiência do trabalho.

O exoesqueleto da Comau

Desenvolvido em colaboração com a companhia ortopédica islandesa ÖSSUR e a IUVO, uma empresa especializada em wearables, o exoesqueleto oferece suporte postural leve e respirável para operadores e trabalhadores manuais. Além disso, é completamente mecânico e não exige energia elétrica.

MATE é uma estrutura ergonomicamente projetada, à base de molas, que oferece suporte postural leve, respirável e eficaz durante todo o dia. – Comau 

exoesqueleto 01
O exoesqueleto não exige energia elétrica para funcionar (Crédito: Comau)

Leia também:

  • Funcionários da Ford estão usando exoesqueletos para evitar lesões no trabalho (aqui)

Estamos particularmente orgulhosos por termos desenvolvido esta inovadora tecnologia vestível. – Tobias Daniel (Vice-presidente de Marketing da Comau)

Mesmas tarefas, menos fadiga

Só para ilustrar: o exoesqueleto usa um mecanismo passivo à base de molas. Isso significa que não há risco de falha da bateria ou do motor. Além disso, MATE reduz a atividade muscular do ombro em até 50%. Desse modo, permite que os usuários desempenhem as mesmas tarefas manuais com menos fadiga.

MATE foi concebido em estreita colaboração com os trabalhadores da fábrica, respondendo assim diretamente às suas necessidades específicas.  Tobias Daniel (Vice-presidente de Marketing da Comau)

Conforme a Comau, MATE vem em dois tamanhos e fornece assistência de movimento consistente. Além disso, reduz a fadiga muscular e cardíaca e melhora a postura e a precisão das tarefas repetitivas. Enfim, será o exoesqueleto da Comau capaz de revolucionar o trabalho nas fábricas?

ASSINE NOSSA NEWSLETTER SEMANAL

Redação

Futuro Exponencial é um site que se dedica a cobrir os mais recentes avanços tecnológicos e seus potenciais impactos para o futuro da humanidade

ARTIGOS RELACIONADOS

Comentários no Facebook