Estados Unidos
Ciência

Estados Unidos planejam lançar estação espacial inflável na órbita lunar

A iniciativa é um sinal de que a Lua é importante para o futuro das viagens espaciais

Os Estados Unidos estão oficialmente adentrando na era de ouro na exploração espacial. Embora a vontade de colonizar outros planetas tenha sido intensa na década de 60, o desejo de desbravar o cosmos parece ter hoje atingido patamares nunca antes vistos. O que mais vem por aí?

Empresas privadas estão buscando abrir a fronteira final para todos. A Lua agora parece ser o foco ou, pelo menos, o ponto de partida para planos envolvendo viagens espaciais. Em recente entrevista, o astronauta Chris Hadfield explicou que devemos aprender a viver na Lua antes de ir para Marte.

A administração do presidente americano Donald Trump redirecionou as prioridades da NASA para se estabelecer na Lua antes de pousar no planeta vermelho. O CEO da SpaceX, Elon Musk, também está convencido que seu principal projeto (BFR) será essencial na criação de uma base lunar.

Estados Unidos 01

Os Estados Unidos estão adentrando na era de ouro na exploração espacial (Crédito: Universe Today)

Estados Unidos e a corrida espacial

Para continuar a tendência da corrida espacial, Bigelow Aerospace e United Launch Alliance anunciaram planos conjuntos para lançar, em 2022, uma estação espacial inflável na órbita lunar. A iniciativa é um sinal de que a Lua é mais importante para o futuro das viagens espaciais do que nunca.

As empresas aerospaciais estão trabalhando juntas para concretizar o objetivo. Enquanto a Bigelow Aerospace lançaria um módulo expansível B330, a United Launch Alliance (ULA) forneceria o veículo de lançamento Vulcan 562. O lançamento colocaria o módulo em baixa órbita terrestre.

Estamos ansiosos para trabalhar com a ULA neste projeto de depósito lunar. Nosso plano de depósito lunar é um complemento forte para outros planos destinados a colocar as pessoas em Marte – Robert Bigelow (Presidente da Bigelow Aerospace)

Em síntese, o B330 seria uma estação espacial comercial autônoma capaz de operar tanto em baixa órbita terrestre quanto no espaço cislunar (a região entre a Terra e a Lua que inclui a órbita em torno da Lua). A iniciativa terá um papel fundamento para que os humanos possam colonizar Marte no futuro:

Há muitos anos, a humanidade vem enxergando a Lua como um lugar que merece ser explorado. O satélite natural da Terra está prestes a ser desbravado novamente e, independentemente de quem chegar primeiro, é inegável que estamos vivendo um momento emocionante para a exploração espacial.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER SEMANAL

Futuro Exponencial é um site dedicado a cobrir os mais recentes avanços tecnológicos e seus potenciais impactos para o futuro da humanidade. Contate-nos: contato@futuroexponencial.com

Comentários no Facebook