paredes
Tecnologia

Drones podem agora enxergar através das paredes

A técnica foi desenvolvida nos Estados Unidos e utiliza nada além de sinais Wi-Fi

Um novo sistema desenvolvido na Universidade da Califórnia, em Santa Bárbara, permite que drones possam enxergar através das paredes. A técnica foi inventada por um grupo de pesquisadores liderados pela professora Yasamin Mostofi, e utiliza nada além de sinais Wi-Fi:

Nossa abordagem permitiu que os veículos aéreos não tripulados exibissem detalhes através de paredes em 3D apenas com sinais Wi-Fi  Yasamin Mostofi

Enxergando através das paredes

O método envolve dois drones. Enquanto uma das máquinas dispara a comunicação Wi-Fi, a outra captura o sinal. Trabalhando em conjunto, as aeronaves voam ao redor de uma estrutura de tijolos varrendo a área em diferentes ângulos para tentar obter uma boa imagem interna.

paredes drones

Os drones mapeiam toda a estrutura de tijolos em alta resolução (Crédito: UC Santa Barbara)

Embora não possam ver dentro, as máquinas são capazes de criar um modelo 3D da estrutura à medida que as ondas começam a penetrar nas paredes. Os drones se movimentam em zigue-zague em torno da construção e, após alguns segundos, começam a mapear toda a estrutura de tijolos em alta resolução:

Aplicações futuras

Antes de aplicar a técnica no mundo real, é necessário reduzir a interferência de outras redes Wi-Fi e melhorar os métodos de processamento de imagem (hoje, os pesquisadores devem preencher os espaços em branco com um pouco de adivinhação durante o processo de modelagem).

Embora os drones não consigam capturar tudo, a professora de Engenharia Computacional e Elétrica Yasamin Mostofi destaca que a precisão com que os objetos são medidos é significativa, e apresenta uma pequena margem de erro (uma parede de 1,48m é medida, por exemplo, como 1,50m).

Se tudo correr bem, a técnica poderá ter uma variedade de aplicações, como buscas e resgates de emergência, descobertas arqueológicas e monitoramentos estruturais.

Para mais detalhes sobre o projeto, acesse aqui.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER SEMANAL

Redação do Futuro Exponencial

Comentários no Facebook