marte
Ciência

Cineasta revela um dos melhores vídeos já feitos de Marte

Projetado por Jan Fröjdman, o curta-metragem levou 3 meses para ser concluído

Nos últimos 12 anos, a poderosa câmera HiRISE (High Resolution Imaging Science Experiment) tem fotografado a superfície de Marte centímetro por centímetro, a partir da sonda Mars Reconnaissance Orbiter. Cerca de 50.000 imagens (anáglifos) foram capturadas durante o período.

Embora qualquer pessoa possa conferir as fotografias na Internet, para enxergá-las com maior riqueza de detalhes é necessário colocar óculos especiais (3D). Sem esses equipamentos, você verá algo assim:

marte image 1

Fonte: NASA/JPL/University of Arizona

Ou assim:

marte image 2

Fonte: NASA/JPL/University of Arizona

Não agrada muito, não é mesmo?

Um dos mais incríveis vídeos de Marte

Certo dia, ao analisar as imagens da superfície marciana em seu computador, o cineasta finlandês Jan Fröjdman percebeu que algumas fotos que, mesmo com óculos especiais, eram extremamente difíceis de ser vistas. Fröjdman decidiu fazer algo a respeito. Queria que todos pudessem apreciar a paisagem e ver as imagens se movendo.

O finlandês passou a trabalhar diariamente nas imagens do HiRISE. Iniciou colorindo os anáglifos, originalmente fotografadas em escala de cinza. Após isso, identificou traços distintivos (crateras, cânions e montanhas) em cada um das imagens e combinou-as entre pares. Finalmente, para criar o efeito 3D panorâmico, “costurou” as imagens e renderizou-as como quadros em um vídeo.

O procedimento levou três meses para ser concluído, mas o resultado foi incrível: Fröjdman conseguiu criar uma visão dinâmica, tridimensional e panorâmica do planeta vermelho. E, o melhor de tudo: sem a necessidade de óculos especiais.

O resultado é o belo curta-metragem que você vê a seguir. Considerando a quantidade de tempo que o cineasta investiu, o mínimo que podemos fazer é dedicar alguns minutinhos de nosso tempo para aproveitar a paisagem:

Há tantas cenas fantásticas em Marte. Quanto mais eu trabalho, mais eu aprendo que este planeta é incrível. – Jan Fröjdman


P.s. Após concluir o vídeo, Fröjdman descobriu que existem softwares para fazer o mesmo trabalho. Mas isso, sem dúvida, não retira o valor do empenho do cineasta. Muito pelo contrário: torna o vídeo ainda mais cativante.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER SEMANAL

Redação do Futuro Exponencial

Comentários no Facebook