Sustentabilidade

4 cidades flutuantes que poderão salvar a humanidade no futuro

Você moraria em cidades flutuantes?

O aumento anual do nível do mar, e suas possíveis consequências para a humanidade, não apenas tem tirado o sono de pesquisadores, como tem levado empresas privadas a projetar cidades futuristas com o objetivo de oferecer espaços alternativos à sobrevivência da humanidade.

Enquanto empresas aeroespaciais estão investindo seus esforços para construir colônias em Marte, e estúdios de arquitetura estão projetando cidades submersas, um outro grupo de profissionais está desenvolvendo conceitos de cidades flutuantes para enfrentar o aumento do nível dos mares.

Cidades flutuantes serão o futuro da humanidade?

No texto de hoje, a Redação do Futuro Exponencial apresenta 4 conceitos futuristas de cidades flutuantes que poderão ser uma realidade nos próximos anos (ou décadas).

1. Silt Lake City

Silt Lake City é um projeto de arquitetura estudantil desenvolvido por Margaux Leycuras, Marion Ottmann e Anne-Hina Mallette, com o objetivo de neutralizar catástrofes de inundações. Em suma, o conceito da cidade flutuante ganhou um prêmio em uma competição organizada pela Fondation Jacques Rougerie.

humanidade cidade1
Silt Lake City

Em síntese, o concento vencedora do torneio propõe dividir o corpo de água em cidades modulares flutuantes, as quais poderiam “andar” nas marés durante a temporada de enchentes. Considerando que as marés deslizariam facilmente, Silt Lake City não seria “lavada” por grandes quantidades de água.

2. Lilypad

Em síntese, Lilypad é, provavelmente, uma das mais belas propostas de cidade flutuante já feitas. Em forma de vitória-régia, o projeto seria autossuficiente, alimentado com energia renovável e poderia abrigar cerca de 50 mil pessoas.

humanidade cidade2
Lilypad

Em resumo, a cidade foi desenvolvida pelo arquiteto belga Vincent Callebaut, conhecido por seus projetos ecológicos, que pensou no modelo como uma solução a longo prazo para o aumento do nível dos oceanos.

3. Noah’s Ark

Inspirados em Noé, o herói bíblico que salvou todas as plantas e animais do Dilúvio, os designers sérvios Aleksandar Joksimovic e Jelena Nikolicdesig imaginaram uma arca moderna e sustentável capaz de suportar toda a vida em caso de desastre natural. Só para ilustrar: o projeto, chamado Noah’s Ark, recebeu menção honrosa no concurso eVolo Skyscraper 2012.

humanidade cidade3
Noah’s Ark

Só para ilustrar: composta por residências, escritórios, terras agrícolas, conservas de animais e espaços recreativos, e alimentada por energia renovável (eólica, solar e oceânica), Noah’s Ark foi pensada para um cenário pós-apocalíptico.

4. Artisanópolis

Seasteading Institute vem investindo esforços para construir Artisanópolis, uma cidade completamente flutuante e autossustentável. Em resumo, o projeto busca não apenas enfrentar o problema do aumento do nível do mar. Mas também promover o crescimento tecnológico e econômico com a criação de comunidades sustentáveis e inovadoras.

humanidade cidade4
Artisanápolis

O instituto assinou recentemente um memorando com o Governo da Polinésia Francesa para iniciar a construção da cidade até 2019. A Polinésia Francesa apresenta águas relativamente calmas e pouco profundas, que favorecem um habitat flutuante. Enfim, drtisanópolis deverá ser concluída até 2019 e estar disponível para habitação em 2020.


Com tantos conceitos inovadores de cidades flutuantes em curso, as possibilidades para o futuro são ilimitadas. Resta saber agora quais dos projetos irão realmente ser construídos e quais deles ficarão apenas no papel. Estamos estimulados para acompanhá-los até o fim e, em breve, esperamos ter mais novidades. Enfim, até lá!

ASSINE NOSSA NEWSLETTER SEMANAL

Redação

Futuro Exponencial é um site que se dedica a cobrir os mais recentes avanços tecnológicos e seus potenciais impactos para o futuro da humanidade

ARTIGOS RELACIONADOS

Comentários no Facebook