Cultura

China está construindo a primeira “cidade florestal” do mundo

Preocupada com seus índices alarmantes de poluição atmosférica, a China está construindo uma cidade inteiramente verde, florestal e 100% sustentável. O projeto, desenvolvido pelo arquiteto italiano Stefano Boeri, combina modernos edifícios residenciais com árvores naturais para reduzir a poluição do ar.

A primeira “cidade florestal” do mundo

A cidade ocupará 175 hectares ao longo do rio Liujiang. Forest City será construída no norte de Liuzhou, na região montanhosa de Guangxi, parte sul da China. A iniciativa será a primeiro de seu tipo no país. Sendo assim, se for bem sucedida, poderá revolucionar o design urbano em todo o mundo.

China 01

Forest City acomodará até 30.000 habitantes em edifícios inteiramente cobertos por plantas. Cerca de 40.000 árvores e 1 milhão de plantas de mais de 100 espécies. As plantas e as árvores auxiliarão a resfriar espaços interiores. Além disso, reduzirão os ruídos das rodovias e apoiar à biodiversidade local.

China 02

A vegetação será capaz de absorver 10.000 toneladas de C02 e 57 toneladas de poluentes por ano. Além disso, deverá produzir até 900 toneladas de oxigênio. Em resumo, o uso de fachadas cobertas de vegetação se baseia nos trabalhos anteriores de Boeri, incluindo o edifício Vertical Forest em Milão (Itália).

Forest City será alimentada por energia geotérmica e solar. A infraestrutura incluirá áreas residenciais, setores comerciais e espaços recreativos, além de duas escolas e um hospital. A cidade também será conectada a Liuzhou com uma linha ferroviária rápida para o trânsito de carros elétricos.

China 04

Uma nova cultura na China

Embora a China tenha declarado guerra contra a poluição em 2014, a decisão de construir a cidade florestal foi tomada sobretudo após a divulgação de recentes relatórios, os quais atestaram que a qualidade do ar vem se deteriorando à medida que produção industrial aumenta.

Ao analisar os relatórios, as autoridades chinesas compreenderam que precisavam abraçar um modelo novo. Em resumo, um modelo sustentável de planejamento urbano que não envolvesse megalópolis. Mas assentamentos de 100.000 pessoas ou menos inteiramente construídos com arquitetura verde.

Para o arquiteto Stefano Boeri, a notória crise de poluição na China não será resolvida com apenas um par de arranha-céus cobertos de árvores. Contudo, é o início de uma nova cultura que poderá trazer avanços significativos no futuro, e da qual Boeri não vê problema em ser replicada.

Enfim, Atualmente em construção, a primeira cidade florestal do mundo deverá ser concluída em 2020.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER SEMANAL

Redação

Futuro Exponencial é um site que se dedica a cobrir os mais recentes avanços tecnológicos e seus potenciais impactos para o futuro da humanidade

ARTIGOS RELACIONADOS

Comentários no Facebook

Leia também

Fechar