Ciência

Blue Origin pretende iniciar a colonização da Lua antes de 2023

A Blue Origin está planejando iniciar a construção de uma colônia lunar nos próximos cinco anos. Os planos da empresa envolvem, inicialmente, transportar cargas pesadas à superfície da Lua, para, em um segundo momento, estabelecer os alicerces de um assentamento humano. E tudo isso antes de 2023.

As intenções foram divulgadas durante a NewSpace Conference, em Renton, Washington (EUA). Na ocasião, o diretor de desenvolvimento de negócios da Blue Origin, A.C. Charania, afirmou que a empresa está trabalhando no estágio de descida da Blue Moon – sua transportadora de carga espacial.

Colonizando a Lua

De acordo com ele, não é possível falar em colônias lunares sem antes falar no transporte dos materiais que serão usados para construí-las. Sendo assim, o primeiro passo da Blue Origin será investir em tecnologias de pouso e solidificar as bases da colônia. Somente depois é que missões com humanos entrarão em pauta.

Qualquer presença humana permanente na superfície lunar exigirá tal capacidade. – A.C. Charania

A Blue Origin havia anteriormente revelado suas ambições para construir uma colônia lunar, mas sem precisar data ou ano. Na ocasião, o fundador da empresa, Jeff Bezos, afirmou que um assentamento permanentemente habitado na Lua era um objetivo difícil e digno. Para ele, em síntese, era chegada a hora de retornar à Lua:

É hora de a América retornar à Lua, e desta vez para ficar. – Jeff Bezos

Desde então, a Blue Origin se tornou uma das 10 empresas escolhidas para compartilhar o orçamento da NASA destinado à pesquisa lunar. Ao que parece, a participação no financiamento ajudou a empresa a planejar esta primeira missão. Com isso, o primeiro pouso da Blue Moon poderá acontecer antes de 2023.

Blue Origin 01
Se tudo correr bem, a Blue Origin chegará à Lua antes de 2023 (Crédito: Shutterstock)

Para além da Blue Origin

Contudo, a Blue Origin não é a única empresa a almejar a Lua. A SpaceX anunciou planos para realizar a primeira viagem turística em torno da Lua, ainda neste ano. Além disso, a United Launch Alliance, em parceria com a Bigelow Aerospace, pretende lançar uma estação inflável na órbita lunar em 2022.

Os projetos para explorar a Lua estão se proliferando não apenas no setor privado, mas também nas agências espaciais de importantes nações. A China está trabalhando em uma aeronave espacial com objetivo de pousar na superfície lunar. Já a Índia planeja pousar um rover na Lua ainda neste ano.

Neil Armstrong deu seu primeiro passo na superfície lunar em 20 de julho de 1969. Passadas quase cinco décadas do marco histórico, o interesse em explorar a Lua permanece. Em suma, com tantas organizações envolvidas, parece ser mera questão de tempo até que os humanos retornem ao satélite natural da Terra.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER SEMANAL

Redação

Futuro Exponencial é um site que se dedica a cobrir os mais recentes avanços tecnológicos e seus potenciais impactos para o futuro da humanidade

ARTIGOS RELACIONADOS

Comentários no Facebook