Ciência

22 curiosidades sobre a vida no espaço

No post de hoje vamos falar sobre a vida no espaço

O espaço não é lugar para os seres humanos. Nós evoluímos para viver na Terra. Ainda assim, a humanidade sempre buscou desvelar os mistérios que o cosmos mantém escondidos. Mas você tem ideia dos desafios que os astronautas enfrentam para ir ao espaço, antes, durante e mesmo depois das missões espaciais?

O Futuro Exponencial reuniu hoje 22 curiosidades sobre a vida no espaço, com base nos relatos do ex-astronauta Chris Hadfield. Em resumo, o canadense escreveu o livro Guia de um astronauta para viver bem na Terra, que apresenta uma visão única sobre os obstáculos que os astronautas lidam em “gravidade zero”.

Curiosidades sobre a vida no espaço

Se você não conhece Chris Hadfield, provavelmente deve ter visto um vídeo no qual o ex-astronauta canadense cantou a música “Space Oddity”, de David Bowie, a bordo da Estação Espacial Internacional (ISS). Mas, se você jamais tinha visto o videoclipe, dê uma olhada antes de avançar no texto:

Caminhadas espaciais

1. A caminhada espacial, tecnicamente chamada de “atividade extraveicular” (extravehicular activity – EVA), é extremamente perigosa, pois o astronautas se aventuram em um vácuo inteiramente hostil à vida;

2. Caso surja qualquer problema durante uma caminhada espacial, é impossível voltar correndo à espaçonave. Por esse motivo, os astronautas treinam muito, chegando a ensaiar e coreografar (dentro de enormes piscinas) as caminhadas espaciais à exaustão;

3. A caminhada espacial é uma experiência sobretudo visual. Em resumo, todos os demais sentidos mal são estimulados;

Nave Soyuz

4. Como o programa de ônus espacial estadunidense foi aposentado em 2011, hoje a única maneira de astronautas chegarem à ISS é por meio da nave russa Soyuz;

5. A nave russa Soyuz é lançada sempre no deserto do Cazaquistão;

espaço soyuz
Em resumo, a nave Soyuz é lançada sempre no deserto do Cazaquistão (Crédito: Space Flight Now)

6. Alguns astronautas contratados na era do ônibus espacial (1981-2001) jamais chegaram a ir novamente ao espaço, simplesmente porque são altos demais para a pequena Soyuz;

Estação Espacial Internacional (ISS)

7. A ISS é tão grande, com tantos módulos reunidos, que qualquer pessoa poderia passar um dia inteiro sem ver um colega de tripulação;

espaço iss
Só para ilustrar: a ISS é surpreendentemente grande, com diversos módulos combinados (Crédito: NASA)

8. Embora a ISS seja blindada e proteja os astronautas dos micrometeoritos, nada poderia ser feito caso sobreviesse um grande meteorito;

Momento pré-lançamento

9. Os astronautas passam por um período de quarentena antes do lançamento. A finalidade é muito mais psicológica do que médica. É uma forma de os astronautas, emocional e fisicamente, refletir sobre a missão e iniciar uma transição para uma nova forma de existência;

Lançamento

10. O lançamento é a fase mais perigosa de um voo espacial. Em resumo, cinquenta por cento do risco de uma falha catastrófica durante uma missão espacial ocorre nos primeiros dez minutos de lançamento. Por esse motivo, os astronautas treinam dias, meses e anos para este momento;

Enjoos e arrotos no espaço

11. O primeiro dia no espaço é bastante difícil para os astronautas, sendo o enjoo algo inevitável. Isso se deve porque a ausência de peso confunde o corpo e o ouvido interno não consegue distinguir a parte de cima da parte de baixo, desestabilizando o equilíbrio e fazendo os astronautas sentirem náuseas;

12. No espaço, como as bolhas não sobem à parte superior do estômago, os astronautas têm dificuldade para arrotar. Quando o arroto acontece, na maioria das vezes é acompanhado de um jato líquido;

Dormindo no espaço

13. Os quartos dos astronautas na ISS são essencialmente contêineres brancos e acolchoados, que contam com uma porta e um saco de dormir. Só para ilustrar: o saco mais se parece com um casulo com aberturas nas mangas e fica preso a uma das paredes;

14. Na “gravidade zero” (entre aspas, porque na ISS a atração gravitacional da Terra é apenas 10% mais fraca do que em sua superfície), os astronautas não precisam de colchão nem travesseiro. Eles sentem como se estivessem deitados em uma nuvem, sem que seja preciso mover o corpo para encontrar posição ideal;

Higiene pessoal em “gravidade zero”

15. Só para ilustrar: os astronautas são obrigados a engolir a pasta após escovar os dentes. Em síntese, cuspir a pasta de dente seria um grande risco, pois ela ficaria voando dentro da espaçonave e poderia entrar em algum filtro de ar;

16. Em suma, banhos quentes e demorados não existem no espaço. Só para ilustrar: os astronautas limpa-se com tecidos pegajosos;

17. Embora exista xampu no espaço, os astronautas não podem enxaguar os cabelos. Além disso, o produto deve ser retirado com muito cuidado, para que os fios molhados não fiquem voando pela espaçonave ou obstruam os filtros de ar.

Vida no espaço e atividades físicas

18. Os astronautas devem se exercitar durante duas horas todos os dias, para que seus músculos e ossos permaneçam fortes durante o período no espaço. Sem atividades físicas, os astronautas correriam o risco de não conseguir caminhar com os próprios pés quando voltassem à Terra;

Conexão com a Internet

19. Dentro da ISS, os astronautas podem se conectar à Internet. Os laptops estão conectados a um servidor em Houston, via satélite, permitindo que fiquem online. A conexão, contudo, é bem mais lenta que a Internet discada;

Volta à Terra

20. O corpo dos astronautas sofrem bastante com o retorno à Terra. Em resumo, seus braços ficam pesados e seus corpos costumam doer bastante;

21. Momentos depois de chegar à Terra, os astronautas devem se submeter a uma série de exames, testes e simulações para verificar questões como equilíbrio e concentração. Em síntese, finalidade é constatar os efeitos psicológicos do confiamento espacial por longos períodos;

22. Após uma semana no espaço, os astronautas podem voltar até 6,5 centímetros mais altos.


Enfim, ser astronauta exige muito preparo, anos de estudo e uma dedicação espartana, sem que haja a garantia de um dia ser enviado para uma missão espacial. Contudo, é inegável que a importância da atividade vai muito além da mera exploração do cosmos, conectando-se diretamente com a vida na Terra:

Um astronauta é alguém capaz de tomar boas decisões rapidamente, mesmo com informações incompletas, quando as consequências o exigem. (…) O nosso trabalho não é experimentar incríveis emoções pessoais no espaço, mas ajudar a fazer da exploração espacial uma atividade maias segura e cientificamente produtiva – não para nós mesmos, mas para os demais. – Chris Hadfield

Então, gostou das curiosidades da vida no espaço?

ASSINE NOSSA NEWSLETTER SEMANAL

Redação

Futuro Exponencial é um site que se dedica a cobrir os mais recentes avanços tecnológicos e seus potenciais impactos para o futuro da humanidade

ARTIGOS RELACIONADOS

Comentários no Facebook