Educação

2041: um futuro onde todos somos educadores

O ano é 2041, aprendo em todos os lugares. Meus professores, mentores e amigos estão em um ambiente virtual comigo, imersos em um jogo onde temos problemas para resolver em conjunto. Os feedbacks são constantes.

Algumas atividades são de criação, outras são de execução e pesquisas são necessárias o tempo todo, pois encontrar as informações corretas são parte do desafio e somente com todos atuando em conjunto conseguiremos vencer as etapas.

Leia também: 

  • O educador do futuro (aqui)
  • 4 tendências em tecnologias educacionais para 2018 (aqui)
  • Os 6 problemas do nosso sistema de educação (aqui)

O ano é 2041, aprendo em casa, nos museus, nas praças, nas oficinas, Fablabs e laboratórios. A escola é onde tem pessoas dispostas a ensinar e aprender. Todos são professores, todos são facilitadores e todos tem a responsabilidade pela troca do conhecimento e pelo apoio na construção de projetos para a sociedade.

2041 01
O ano é 2041, o conhecimento é abundante e todos somos educadores (Crédito: Delloite)

Leia também:

  • Conheça Riverbend School, a escola indiana que pretende ensinar a felicidade (aqui)
  • Como a realidade virtual pode transformar a educação no futuro (aqui)
  • O futuro da educação começa no presente (aqui)

O ano 2041

O ano é 2041, meu professor é meu pai, minha mãe, meu avô, meus vizinhos, a administradora da cidade, robôs que interagem comigo a todo o momento pois estamos sempre conectados.  Meu professor está do outro lado do mundo me falando sobre novas tecnologias e sobre o poder do afeto.

Meu professor está ao meu lado, em uma tecnologia que antigamente chamavam de holograma, mas hoje eu consigo, mesmo a quilômetros de distância, sentir o seu toque, o seu cheiro, me emociono com suas histórias e rimos juntos das suas piadas sem graça.

O ano é 2041, o conhecimento é abundante e todos somos educadores.

ASSINE NOSSA NEWSLETTER SEMANAL

Cristiano Borges Franco

Sociólogo, Especialista em Gestão da Inovação, Consultor e Palestrante de temas relacionados à Transformação Digital. É apaixonado por criatividade, futurismo, novas tecnologias e por pessoas que têm ideias malucas.

ARTIGOS RELACIONADOS

Comentários no Facebook

Leia também

Fechar